EDIÇÃO ATUAL
Barra Notícias
Revista Asas Edição 77

Nosso editorial anterior remetia ao exemplo da Suíça para, como já fizemos dezenas de vezes, destacar a inadequação do atual estado de equipamentos de nossas Forças Armadas, frente às tarefas que tem, e sobretudo, a urgência da adoção de um novo caça de geração avançada. Curiosamente, era mencionada a opção suíça pelo Gripen NG, no programa de reequipamento daquele país - menção nossa que assumiria ares proféticos, pois menos de duas semanas depois da edição de ASAS estar nas bancas, o Comando da Aeronáutica podia enfim anunciar a decisão brasileira de adquirir um novo caça, exatamente o Gripen NG. Lançamos uma edição especial sobre a histórica decisão, única entre todas as revistas de aviação e de defesa brasileiras, e aqui prosseguimos com a cobertura jornalística deste programa, cujo impacto vai muito além da Força Aérea Brasileira (FAB), como o leitor poderá analisar conosco.

E, nesta mesma edição, levamos você, leitor, à uma viagem no tempo, até a década de 70, para acompanhar aquela que, na minha opinião pessoal, foi a mais ousada e brilhante operação anti-terror já feita, relacionada a um sequestro aéreo, com entrevistas feitas com um dos passageiros e, também, com absoluta exclusividade, com um dos comandos que atuaram na ação.

Acompanhamos como são planejados e executados os ensaios em voo dos modernos helicópteros civis e militares em produção pela equipe de pilotos e engenheiros de Ensaio em Voo da Helibras. Ainda, conheça por dentro a Rostvertol, um dos maiores complexos de produção de helicópteros da Rússia e, por fim, a preparação das companhias aéreas brasileiras para atender a demanda especial da Copa do Mundo.



Clique e confira os destaques desta edição.


SIGA-NOS! Barra

Facebook Facebook
LANÇAMENTO DE LIVROS Barra

O grande circo


MULTIMÍDIABarra

Enquetes
Barra Notícias

Escolha o tema da próxima estampa da coleção ASAS Aviation Wear





Resultado
Barra Notícias
Força Aérea Brasileira24,36%
2ª Guerra Mundial41,96%
Jato de combate moderno17,86%
Helicópteros3,44%
Força Aérea da Rússia12,37%